caseina

Quais os benefícios da Caseína 4

O leite é um alimento essencial para uma dieta completa e equilibrada, sendo uma das melhores fontes de cálcio para nosso organismo, ajudando a manter nosso sistema imunológico em ordem e prevenindo doenças, como a hipertensão e problemas respiratórios, além de ser eficiente contra a desidratação e de prevenir cáries dentárias.

Os nutrientes do leite devem fazer parte de nossa dieta, uma vez que nele também encontramos a caseína, uma proteína do tipo fosfoproteína que está presente no leite fresco, compondo em média 80% da quantidade total das proteínas presentes no alimento.

A caseína é pouco solúvel em água, ou seja, é uma proteína hidrofóbica, sendo utilizada na produção dos derivados de leite, como o queijo, e como aditivo de alimentos e de produtos farmacêuticos.

Em sua forma concentrada, a caseína possui um alto valor biológico, oferecendo todos os aminoácidos necessários para os processos orgânicos que necessitam de proteínas.

Para que serve a caseína concentrada?

A caseína é uma proteína de digestão lenta, coagulando no trato estomacal e formando grandes glóbulos de proteína, o que provoca a redução da taxa de esvaziamento estomacal, levando os aminoácidos da caseína a entrar na corrente sanguínea em ritmo mais lento e sustentado.

Com seu poder nutritivo, a caseína serve para aumentar a massa muscular, dar força ao organismo e facilitar a recuperação das células musculares. Os estudos científicos sobre a caseína comprovam que essa proteína aumenta a síntese proteica e o desenvolvimento da massa magra, ou seja, dos músculos.

Durante os treinos mais intensos, para que haja progresso e crescimento posterior da massa muscular, as fibras musculares passam por um processo de estriamento e de pequenas fissuras, que devem ser reparadas quando descansamos.

O uso da caseína favorece a recuperação das fibras musculares e o seu crescimento, fornecendo um extenso perfil de aminoácidos de cadeia ramificada, como a leucina, a isoleucina e a valina, ajudando, inclusive, na redução das dores musculares pós-treino e fazendo com que o atleta atinja seus objetivos em tempo mais rápido.

Ajudando a encurtar o tempo de recuperação das fibras musculares, a caseína também pode oferecer maior resistência durante os treinos. Da mesma forma que o soro do leite, a caseína desempenha um importante papel no desenvolvimento dos músculos, sendo suplementos necessários para quem está atrás da hipertrofia.

A caseína ainda propicia perda de peso e redução da gordura corporal. Para isso, é recomendado ingerir entre 1 e 2 g de proteína para cada quilo de peso corporal, no caso de um atleta que pratica intensa atividade física e musculação. Consumindo a caseína, o atleta mantém sua fonte de proteínas sem gorduras e hidratos de carbono, fazendo com que o organismo procure energia nas gorduras acumuladas no corpo.

O consumo também ajuda a beneficiar a saúde dos dentes, tornando o esmalte mais forte e reduzindo a possibilidade de surgimento de cáries dentárias.

A caseína também ajuda o organismo humano durante o período de sono. Como se trata de uma proteína que pode demorar até sete horas para ser digerida, ou seja, mais ou menos o tempo que uma pessoa normal passa o tempo dormindo, a caseína estende a liberação de aminoácidos para a corrente sanguínea durante o sono, melhorando a retenção do azoto, que é necessário para a síntese das proteínas.

Tomar caseína antes de dormir, portanto, traz outros benefícios, uma vez que, durante esse período, o corpo tem necessidade de aminoácidos e, para suprir essa necessidade, passa a consumir proteínas dos músculos.

Desta forma, fazer uso antes de ir para a cama é uma das melhores formas de evitar a degradação de proteínas e oxidação dos aminoácidos. Uma pessoa que toma pelo menos 40 gramas de caseína meia hora antes de dormir é capaz de estimular e levar a síntese de proteínas para um grau mais elevado, melhorando a recuperação das fibras musculares, um processo que é mais rápido durante o sono.

Melhorando o organismo com caseína e Whey Protein

Quando o atleta combina os dois suplementos, consegue resultados mais rápidos e eficazes para o ganho muscular.

Embora a caseína não tenha um efeito anabólico tão eficiente quanto a Whey Protein, ela pode estender os efeitos anabólicos durante muito mais tempo.

A Whey Protein provoca um rápido aumento da insulina plasmática e também as concentrações de aminoácidos de cadeia ramificada no organismo, já que é absorvida rapidamente, enquanto que a caseína estende a liberação de aminoácidos por quase sete horas, o que vai garantir que o organismo sempre tenha um saldo positivo de nitrogênio.

A combinação das duas proteínas irá favorecer ainda mais os esforços para se conseguir ganho muscular e hipertrofia, evitando o catabolismo e estendendo a taxa de síntese de proteínas.

Antes de tomar suplementos nutricionais, sempre fale com seu treinador. Ele é o mais indicado para orientar sobre suas necessidades de proteínas e de suplementos.